Amigos De♥coração

Antes e Depois

Reforma do sofá para home theater

Eu e meu marido sempre que íamos assistir a um filme ( seu hobby) queríamos ficar deitados no sofá bem juntinhos, mas como somos um casal GG  ficava impossível , a unica solução era juntar os dois sofás, de dois e de três lugares. Adivinha quem ficava com o de dois lugar toda torta. Euzinha aqui. Ficávamos sonhando em ter um sofá que nos acomodassem bem. És que um dia, através de uma amiga, conheci o trabalho do Seu Odilon " mãos mágicas". Ele além de estofa também transforma o estofador .Seria a minha chance, teria um estofado com as medidas para dois GG da moda, pensei logo em  "uma chaise" e ainda com um custo menor. Perfeito desenhei o sonhado e vamos lá. O custo foi compensou.

Por isso sempre aconselho meus amigos não jogue fora o velhinho com jeitinho ele ainda vai de servir por pelo mesmo o dobro do tempo.


Croqui


 
 







Imagens sketchup


Antes 

Este Sofá era da casa da minha sogra há pelo menos uns 25 anos, conservadinho,  um pouco ultrapassado , mas com uma estrutura perfeita, todo de madeira e percintas de lona. Essa são as melhores, segundo seu Odilon, ele vei, analisou e deu o veredito:  Vou reformar. Deu pulos de alegria, porque é como diz ele a "se a alma do sofá não prestar eu não mecho porque é  dor de cabeça".





           Olha a cara do "bichão"

Para a execução do projeto comprei todo o material:
  • Revestimento usado Courissimo, 
  • Espuma D45, 
  • Almofadas de encosto com plumagem de silicone. 






Depois



Agora veja se não valeu a pena. Acomoda toda a família
Agora nos "deita e rola "....
         
Esse foi presente do meu sogro, estava na casa dele la esquecida e largada. 














Reformando a mesa de jantar


Prá variar também veio da casa da minha sogra.

Quem não tem não caça com borboleta. Por falta de uma nova passei o pincel na velha. 

                        A falta de recurso não pode ser descupa para deixar sua casa triste e dessarrumada. Basta uma lata de tinta neste caso, esmalte a base d'agua, disposição e uma tarde para que tudo fique lindo.




Ah! Não esqueça de trocar também o forro do estofado.


                 A base estava muito acabadinha, usei uma massa para ferro e cobri alguns buraqunhios e ponto de ferrugem, com esta tinta não precisa passar o famoso zarcão, aquela tinta amarela para isolar o ferrugem, ela própria faz este serviço. Aproveitei e pintei tudo de branco, até a madeira, esta tinta cobri qualquer superfície, ferro, madeira e parede.

Antes e Depois




Adorei o resuldato.
Agora posso investir em um tapete com o dinheirinho economizado!



Reforma do Closet - parte 1

                            Um belo dias fiz uma perguntinha básica a meu marido:   
                             - Quando iríamos fazer os armários da closet?
                              Ele disse, bem seco: Em 2014 junto com a Copa no Rio.
                              Imediatamente tratei de fazer o que mais sei, reformar o velho.

                   Basicamente usávamos o armário do quarto de hospede, que é usado muito pouco, o antigo quarto do meu filho, que foi morar em Brasilia. Este deixa as roupas intimas, coisas do dia a dia. Foi a forma que encontrei para dar um luz a este espaço que estava simplesmente horroroso.

ANTES


 


 


                      
                      Esses armários eram um que ficavam no quarto do meu filho, comprei de uma prima que iria descartá-lo. A madeira que coloquei em cima é uma porta que reciclei de um armário velho. As caixinha comprei na Leroy para guardar umas roupas de frio. Para completar comprei uma cômoda bem baratinha.
                        


DURANTE




                            Nas portas coloquei tecidos para dar uma bossa, como o quarto tem uma paleta de cores -  Azul acinzentado- Preto- Vários tons de cinza - escolhi um tecido com arabescos preto e cinza frio. O tecido lilás vou reformar um criado este da foto.




DEPOIS














Organizando as gavetas






Cabideiro da Leroy.

Ainda irei pintar esta cadeira e reformar a mini cômoda.



Suite











  Painel de MDF revestido com courino







Quadro pintado por min, meu marido se apossou da minha cadeira,que estava embaixo do quadro e levou par o home theater, vai demorar me devolver.










 

Ta para esperar até fazer o definitivo.



 Reforma do Closet parte 2
Mini cômoda

Este era um criado mudo que estava esquecido na garage,  consertei as gavetas, dei uma lixadinha para retirar o verniz, passei varias demão de tinta esmalte sintético a base d'água da coral. Resolvi colocar tecido nas gavetas, comprei um tecido para fazer lencol  100% que tem uma metragem bem generosa se não me esgano 220 de largura . E voilà !!!






 Aproveitei a mão na massa , ou melhor na tinta essa spray colorgin
Branca. Esta almofada eu fiz com a técnica do amaradinho.


Antes


Depois


Da para aguentar até poder fazer o closet definitivo.






Reformando o quarto de hóspede - parte 1

Preparando a decoração do quarto de hospede






AS IMAGENS SÃO DOS "PINTORES COM A BOCA  E OS PÉS"
 QUE TODO ANO FAÇO A CONTRIBUIÇÃO E RECEBO OS CARTÕES.


REFORMANDO O CRIADO




REFORMANDO O ARMÁRIO

Este armário esta no quarto era uma bancada improvisada, como agora e um  quarto hospede resolvi tirar a madeira que esta sobre o armário e modificá-lo. Nossa tinta faz milagre.




ESTAS COISINHA EU FIZ PARA DECORAR O QUARTO.




TROCANDO O TECIDO DA CADEIRA




Reformando o quarto de hóspede - parte 2



               
         Comecei pela pintura do armário, removi a madeira que estava em cima e a da lateral, para colocar umas cestinha. Este móvel era uma bancada improvisada para meu filho, que foi morar e trabalhar em Brasília. Esperei que ele voltasse, mas não aconteceu. Ele esta muito feliz por lá. 






                     Então resolvi mudar de vez o quarto. Como a pintura das paredes estavam em bom estado resolvi deixá-las na mesma cor. 
                    No quarto, tem um grande e antigo armário de Jacarandá,  presente do meu sogro, que esta na familia por mais de 60 anos e esta novíssimo. 
                    Pensando bem isto não posso mudar, seria uma heresia. 
                    Agora com dois problemas nas maõs: - A cor do armário e a das paredes. 
                  Então tive uma ideia. A um tempo atrás fiz um post, muito visitado, sobre MARROM E AZUL E MARROM E ROSA. 
                     Optei por MARROM E AZUL - Para ficar mais impessoal. Assim qualquer hóspede, homem ou mulher iria se senti bem.

         GUARDA ROUPA DE JACARANDÁ

Eu colocando o TECIDO NA PAREDE


A partir da escolha do tecido, tudo ficou muito fácil.

DETALHES

Abajur e vasinhos de MDF, potinhos recilhados, porta retrato coberto com tecidos e a cadeira que troquei tecido. 


LACINHOS NA CORTINA PARA DAR MAIS CHAME




QUADRINHOS

Feitos com caixinhas de CDS e as imagens são dos  "PINTORES COM A BOCA E OS PÉS"








 DICAS  DE♥CORAÇÃO 

Hóspedes e  anfitriões: regras para uma boa estadia


               Época de receber e visitar parentes e amigos. Para evitar gafes, basta seguir algumas normas de gentileza. É o que ensinam uma especialista em etiqueta e profissionais da decoração que costumam viajar e hospedar.

  •   Evite convidar para passar uns dias em casa se está no meio de uma reforma, com problemas pessoais 
  • Em momentos mais tranqüilos, você pode curtir melhor a temporada com o amigo. 
  • Prepare com carinho um canto para ele. "Não é porque você não tem um quarto de hóspede que vai deixar de receber"; um sofá-cama na sala de TV ou no escritório resolve o problema. 
  • Não esuqeça de itens como roupa de cama limpa, lugar para a mala e artigos de higiene no banheiro  
  • Explique como funcionam os equipamentos, inclusive a máquina de lavar, e os hábitos domésticos. 
  • Abra os armários, mostre onde guarda as coisas na cozinha. 
  • Nunca deixe de ser você. 
Dicas para o hóspede: 

  • O hóspede ideal deve ser meio invisível. Ou seja: não interfere no cotidiano doméstico. 
  • Reserve um tempo com o anfitrião, mas se ele não puder passear com você é melhor se virar sozinho. 
  • Mantenha a arrumação geral, a higiene do banheiro (roupa íntima pendurada, nem pensar!) e a louça limpa. "Procure saber onde tem papel toalha, desinfetante, pano de chão". 
  • Perceba o ritmo doméstico. Se todos acordam cedo, por exemplo, não chegue em altas horas da balada. 
  • Seja prestativo, prepare um chá ou café. 
  • Se você é um ás das panelas e o anfitrião concorda, promova um jantar.  
  • Cuidado porém com o limite da intimidade: não seja espaçoso,
  • Só traga namorado(a) se o relacionamento for sério. E nunca, em hipótese alguma, leve aquela "ficada" da última noite! 
  • Uma dúvida não quer calar: a duração da estadia. Ela tem o prazo máximo de uma semana e jamais prorrogue o período combinado. 
  • Antes de ir embora, a especialista em etiquetas " recomenda uma gratificação para a empregada. Informe o dono da casa sobre a caixinha",  uma comparação bem-humorada: "Hóspede é como uísque: dá dor de cabeça se é ruim e deixa alegre quando é bom".
Mimos para o anfitrião 


  • Leve algo típico de sua cidade (bananada, goiabada ou qualquer outro produto artesanal). É simpático! 
  • Estrangeiros adoram ganhar livros com fotos da Amazônia - ou de outras exuberantes paisagens tropicais -, CDs de música brasileira, fitinha do Senhor do Bonfim, cachaças mineiras envelhecidas. 
  • Durante a estadia, se perceber algo que o dono da casa deseja (um objeto para a casa, um livro, uma garrafa de certo tipo de vinho), não hesite, compre. "Mas não faça disso um sacrifício financeiro: é mais um exercício mental de descobrir o que o anfitrião curte"
  • Ao ir embora, deixe um bilhete de agradecimento com um belo arranjo de flores naturais. Esse é um gesto delicado e que causa ótima impressão - a última, nesse caso, também fica.


Itens simpáticos para o hóspede 

              Além de lençóis e toalhas bem passados sobre a cama, coloque no recanto do convidado um guia da cidade e um suplemento cultural da semana. Deixe ainda água mineral, frutas, despertador e luminária.       
              No banheiro, separe um kit extra de higiene. Não se esqueça de reservar uma parte de seu armário com cabides ou até mesmo gavetas.