01 novembro 2010

Reformando o quarto de hóspede - parte 2

Comecei pela pintura do armário, removi a madeira que estava em cima e a da lateral, para colocar umas cestinha. Este móvel era uma bancada improvisada para meu filho, que foi morar e trabalhar em Brasília. Esperei que ele voltasse, mas não aconteceu. Ele esta muito feliz por lá. 






                     Então resolvi mudar de vez o quarto. Como a pintura das paredes estavam em bom estado resolvi deixá-las na mesma cor. 
                    No quarto, tem um grande e antigo armário de Jacarandá,  presente do meu sogro, que esta na familia por mais de 60 anos e esta novíssimo. 
                    Pensando bem isto não posso mudar, seria uma heresia. 
                    Agora com dois problemas nas maõs: - A cor do armário e a das paredes. 
                  Então tive uma ideia. A um tempo atrás fiz um post, muito visitado, sobre MARROM E AZUL E MARROM E ROSA. 
                     Optei por MARROM E AZUL - Para ficar mais impessoal. Assim qualquer hóspede, homem ou mulher iria se senti bem.

         GUARDA ROUPA DE JACARANDÁ

Eu colocando o TECIDO NA PAREDE


A partir da escolha do tecido, tudo ficou muito fácil.

DETALHES

Abajur e vasinhos de MDF, potinhos recilhados, porta retrato coberto com tecidos e a cadeira que troquei tecido. 


LACINHOS NA CORTINA PARA DAR MAIS CHAME




QUADRINHOS

Feitos com caixinhas de CDS e as imagens são dos  "PINTORES COM A BOCA E OS PÉS"








 DICAS  DE♥CORAÇÃO 

Hóspedes e  anfitriões: regras para uma boa estadia


               Época de receber e visitar parentes e amigos. Para evitar gafes, basta seguir algumas normas de gentileza. É o que ensinam uma especialista em etiqueta e profissionais da decoração que costumam viajar e hospedar.
  •   Evite convidar para passar uns dias em casa se está no meio de uma reforma, com problemas pessoais 
  • Em momentos mais tranqüilos, você pode curtir melhor a temporada com o amigo. 
  • Prepare com carinho um canto para ele. "Não é porque você não tem um quarto de hóspede que vai deixar de receber"; um sofá-cama na sala de TV ou no escritório resolve o problema. 
  • Não esuqeça de itens como roupa de cama limpa, lugar para a mala e artigos de higiene no banheiro  
  • Explique como funcionam os equipamentos, inclusive a máquina de lavar, e os hábitos domésticos. 
  • Abra os armários, mostre onde guarda as coisas na cozinha. 
  • Nunca deixe de ser você. 
Dicas para o hóspede: 
  • O hóspede ideal deve ser meio invisível. Ou seja: não interfere no cotidiano doméstico. 
  • Reserve um tempo com o anfitrião, mas se ele não puder passear com você é melhor se virar sozinho. 
  • Mantenha a arrumação geral, a higiene do banheiro (roupa íntima pendurada, nem pensar!) e a louça limpa. "Procure saber onde tem papel toalha, desinfetante, pano de chão". 
  • Perceba o ritmo doméstico. Se todos acordam cedo, por exemplo, não chegue em altas horas da balada. 
  • Seja prestativo, prepare um chá ou café. 
  • Se você é um ás das panelas e o anfitrião concorda, promova um jantar.  
  • Cuidado porém com o limite da intimidade: não seja espaçoso,
  • Só traga namorado(a) se o relacionamento for sério. E nunca, em hipótese alguma, leve aquela "ficada" da última noite! 
  • Uma dúvida não quer calar: a duração da estadia. Ela tem o prazo máximo de uma semana e jamais prorrogue o período combinado. 
  • Antes de ir embora, a especialista em etiquetas " recomenda uma gratificação para a empregada. Informe o dono da casa sobre a caixinha",  uma comparação bem-humorada: "Hóspede é como uísque: dá dor de cabeça se é ruim e deixa alegre quando é bom".
Mimos para o anfitrião 
  • Leve algo típico de sua cidade (bananada, goiabada ou qualquer outro produto artesanal). É simpático! 
  • Estrangeiros adoram ganhar livros com fotos da Amazônia - ou de outras exuberantes paisagens tropicais -, CDs de música brasileira, fitinha do Senhor do Bonfim, cachaças mineiras envelhecidas. 
  • Durante a estadia, se perceber algo que o dono da casa deseja (um objeto para a casa, um livro, uma garrafa de certo tipo de vinho), não hesite, compre. "Mas não faça disso um sacrifício financeiro: é mais um exercício mental de descobrir o que o anfitrião curte"
  • Ao ir embora, deixe um bilhete de agradecimento com um belo arranjo de flores naturais. Esse é um gesto delicado e que causa ótima impressão - a última, nesse caso, também fica.


Itens simpáticos para o hóspede 

              Além de lençóis e toalhas bem passados sobre a cama, coloque no recanto do convidado um guia da cidade e um suplemento cultural da semana. Deixe ainda água mineral, frutas, despertador e luminária.       
              No banheiro, separe um kit extra de higiene. Não se esqueça de reservar uma parte de seu armário com cabides ou até mesmo gavetas.
-
Bolsas para artigos de toalete e remédios.